Nossa História

Há mais de 20 anos, que o Ateliê do Vlady vem fazendo história de diversas maneiras.
Desde o começo com os seus cartões de visita, convites, cursos presenciais individuais, cursos em dvd, participações em feiras de artesanatos, exposições, etc...

Assim, decidi contar a NOSSA HISTÓRIA através deste álbum.
Aqui disponibilizarei imagens e registros importantes que fizeram parte da história do Ateliê e da minha carreira omo Artista Plástico e Artesão..
Espero que aproveitem todas as informações que estarão contidas neste álbum e que são muito significativas para mim.
Para os que ainda não me conhecem, sou formado pela Escola Técnica Carlos de Campos e pela Universidade São Judas Tadeu como Artista Plástico.
Tenho várias formações técnicas como: Cenografia, Decorador de Interiores, Caligrafo, Vitrinista, etc.
Em 1994, senti a necessidade de ter os meus trabalhos divulgados de forma mais profissional e foi aí que criei o meu primeiro Cartão de Visita como podem ver.
Um detalhe: Até então, era conhecido como Vladimir Russo 
Na mesma época fui procurado por um ator, hoje meu consultor e coordenador do Ateliê, que fez a encomenda de cartões de visita artesanais.
O retorno para ele foi extraordinário, mas a partir do momento em que viam o cartão queriam saber quem havia feito e para mim o começo de uma carreira, pois, recebi tantas encomendas que pensei que não daria conta entre criar, produzir um a um, pois eram artesanais e personalizados.
Então, em agosto do mesmo ano fundei o Ateliê do Vlady.
E aí criei o meu primeiro Cartão de Visitas onde me apresento como Vlady.
Este cartão me deu muita sorte e foi a base sólida para o crescimento do Ateliê e do nome Vlady.

Dando sequência a história do Ateliê do Vlady, hoje eu finalizo, digamos assim, o que foi o primeiro grande passo que dei rumo ao meu sucesso.
Os Cartões de Visita Artesanais foram por muitos anos o “carro chefe” do Ateliê.
A partir deles muitas técnicas foram desenvolvidas e agregadas ao meu conhecimento e vice versa.
Acredito que foram mais de 3.000 modelos diferentes desenvolvidos.
 
Muitos clientes, a exemplo deste, não ficavam restritos a um só tipo de cartão, ou seja a cada vez que precisavam renovar o estoque, pediam que eu desenvolvesse um novo modelo.
E é claro, para mim isto era um grande exercício de criatividade.
E tudo isto sem computador, sem furador e sem silhouette.
Eram os primórdios da Colagem..
Ah. Vejam que um dos cartões contém o campeão de pedidos: o lápis em miniatura.
Para quem não sabe, eram feitos de palitos de dente, tingidos e pintados um a um.
Artesanato puro.
 
O capítulo de hoje da NOSSA HISTÓRIA é muito especial para mim.
Hoje, graças à variedade de ferramentas existentes no mercado, ficou muito mais fácil criar e executar projetos com papel.
Mas, há cerca de 20 anos atrás, as opções eram mínimas e eu tinha que me virar da melhor forma possível para produzir os meus cartões e convites.
A questão eram os detalhes que eu inventava para o acabamento e fazer o diferencial em tudo isto, pois, não bastava só criar. Tinha que viabilizar as peças.
E assim, hoje eu apresento a vocês a minha moedinha nº 1.
Esta é a MINHA PRIMEIRA TESOURA.
Com ela cortei e recortei muito papel.
Hoje, ela é apenas uma querida relíquia de um tempo muito precioso na História do Ateliê.
O tempo passa...as tesouras evoluem e em breve terei uma  linha de tesouras by Vlady.
Isto é ou não é história?
Olha aí o começo de tudo... Eu no programa Note e Anote da TV Record com a Ana Maria Braga ensinando a fazer Cartões Artesanais.
Os recursos eram poucos, mas a vontade de divulgar a arte era muito grande. Eu sempre encontro nas feiras alguém me dizendo:
“Te acompanho desde o Note e Anote!”
E com isso lá se vão mais de 17 anos.
Foram tantas participações no programa que por um bom tempo eu fiquei conhecido como “O Vlady dos Furadores”, apelido que ganhei por ser a primeira pessoa no Brasil a utilizar esta ferramenta.
Saudosismos a parte, muitas saudades deste tempo em que apenas com uma tesoura e muita criatividade fiz o Brasil inteiro gostar de papel.
Entre a minha primeira participação divulgando a minha arte e meu trabalho na na TV, tive a grata oportunidade de passar por vários estúdios e programas focados na divulgação do artesanato em geral.

Sempre fui um grande admirador do “contador de causos” ROLANDRO BOLDRIN e de seu fabuloso e encantador programa SR. BRASIL exibido pela TV Cultura.
Foi com grande alegria e emoção que aceitei produzir um quadro de Escultura em Papel 3D para compor parte do cenário do programa.
Participei da gravação no dia em que fui levar o quadro e para mim foi um super presente no ano em que o Ateliê comemorou 20 anos.
É com muito carinho que apresento a vocês o que para mim é uma relíquia.
Os meus primeiros furadores!
Hoje, não sei dizer quantos furadores fazem parte da minha coleção, mas comecei com apenas 6.
Imaginem vocês a surpresa que tive quando vi pela primeira vez esta pequena peça de metal que com apenas a pressão de um dedo eu poderia obter um desenho recortado.
Em especial o formato de anjo foi o primeiro furador a chegar ao Brasil há aproximadamente 21 anos atrás.
Isso revolucionou o meu trabalho e a maneira de trabalhar com papel.
Nossa, como tudo evoluiu. Hoje temos até máquinas que cortam, mas minha paixão por furadores ainda resiste.
Dá pra entender, não é?
Dentre tantas revistas que fiz, ao longo destes anos, destaco em especial a revista FAÇA E VENDA – edição 36 (ano 4 nº 08).
Nesta edição um carinho especial foi dado a matéria de Flores com Furadores  intitulada CORTE, COLE ... CULTIVE FLORES DE PAPEL pela minha querida amiga RITA PAIVA que na época era redatora chefe da revista e que hoje está a frente da revista MAKE – DESIGN PARA O BEM VIVER da Ed. Minuano.
Esta matéria projetou meu trabalho com furadores muito além do que eu imaginava.
Muita gente que nem conhecia furadores, passou a admira-los e a confeccionar trabalhos realmente artísticos.
Minha parceria com a RITA PAIVA sempre rendeu muitos frutos e a ela sou muito grato ainda hoje por todo o carinho que ela tem para com o meu trabalho.


Aguarde a continuação desta história!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário